Aeróbico Em Jejum – Conheça As Vantagens Em Desvantagens

Na corrida pelo emagrecimento, muitas dietas e propostas de exercícios surgem. Dentre elas, está o aeróbico em jejum. Também chamado de AEJ, a proposta consiste em fazer exercícios aeróbicos estando em completo jejum, preferencialmente no período da manhã.

A modalidade tem ganhado vários adeptos que deseja perder gordura mais rápido. O exercício é feito com baixa intensidade, levando em consideração de que o organismo possui menos energia neste estado. Dessa forma, o principal
objetivo do AEJ, é fazer com que o corpo utilize as reservas de energia.

Trata-se de um tipo de treinamento, que muito embora ainda esteja em estudo, se tornou o queridinho de muitos. Mas será que ele é realmente bom? Entenda as vantagens e desvantagens do aeróbico em jejum e decida se você irá incluí-lo ou não em sua rotina de exercícios.

Como Se Dá A Prática Do Aeróbico Em Jejum

Para muitos, essa é uma notícia um tanto quanto decepcionante, mas o aeróbico em jejum não pode ser feito em outro horário que não seja de manhã. E a explicação é muito simples de ser entendida. Durante o sono, você passa por muitas horas sem se alimentar.

E, a menos que você passe o dia todo sem comer (o que na verdade prejudicaria a sua saúde e não traria bons resultados) você deverá realiza-lo logo pela manhã. Além disso, não recomenda-se o uso de nenhum tipo de suplemento.

O exercício mais recomendado, é uma caminhada de, no máximo 50 minutos. Mais do que isso, você poderá se sentir muito mal, inclusive, desmaiar. E esta, não é a proposta do exercício.

Durante o exercício no entanto, você poderá tomar bastante líquido, o que é
muito indicado.

aerobico_em_jejum

Qual A Frequência Do Exercício?

O aeróbico em jejum, não é um exercício que deve ser realizado todos os dias. O ideal é que você o faça de uma a duas vezes por semana. Ou seja, ele é um exercício para dar um gás a mais no seu treino. Portanto, ele não terá uma rotina constante.

Quais Os Prejuízos Que Terei Ao Não Praticá-lo?

A verdade é que você não terá prejuízos se não praticá-lo, pois o AEJ é apenas um complemento para o seu treino. Além disso, existem outras formas de queimar gordura mais rápido. Dessa forma, caso você não se adapte com o exercício, isso não será um problema.

Vantagens do AEJ

O aeróbico em jejum é escolhido por algumas pessoas pois sua prática traz
algumas vantagens tais como:

 Digestão mais rápida dos alimentos. Isso porque ao praticá-lo, os níveis
de glicemia no corpo serão menores. Dessa forma, a insulina produzida
durante a refeição consegue processar todo o alimento rapidamente.
 Aumento da massa muscular. Alguns estudos apontam que a prática do
exercício estimula a produção de GH, que consiste no hormônio do
crescimento.
 Aumento da queima de calorias. Durante o exercício, o organismo
deverá trabalhar mais para manter o corpo ativo.
 Perda de gordura. Pois durante a prática do AEJ, o organismo utilizará a
gordura como fonte de energia.
Realmente as vantagens são motivadoras, no entanto, o AEJ, também possui
suas desvantagens.

Desvantagens do AEJ

As principais desvantagens do aeróbico em jejum são:

 Falta de motivação para a realização do exercício. Levando em
consideração de que o organismo deverá extrair energia de outros
lugares para se manter ativo.
 Uma performance menos elaborada. Isto é, você não conseguirá
executar o exercício de maneira adequada.
 Má função do intestino. Para que o organismo possa funcionar
adequadamente, ele precisa de energia. Contudo, quando você deixa de
consumi-la, isso poderá alterar o modo como ele trabalha.
 Enjoos. Muitas pessoas sofrem com a baixa glicemia do corpo, dessa
forma, podem vivenciar um estado de enjoo.
 Desmaios. Por não ter nenhuma reserva de energia, ao praticar os
exercícios é possível que uma pessoa vivencie o desmaio.
 Catabolismo. Situação onde o organismo começa a utilizar outras
reservas para repor a energia.

Nesse caso, ele acontece quando o AEJ é feito de maneira muito intensa. Perde-se então massa magra.

Aeróbico em jejum, fazer ou não fazer?

Ao analisar as vantagens e desvantagens do AEJ, muitas pessoas podem ser perguntar se devem ou não realiza-lo. A verdade é que tudo vai depender muito do seu organismo. Por exemplo, se você não pode passar muitas horas sem comer porque se sente mal. Se o jejum faz com que você tenha sintomas muito fortes como dores de cabeça e náuseas. Se você fica completamente sem energia.

O ideal é que você não pratique o aeróbico em jejum. No entanto, se o seu organismo está acostumado a ficar algumas horas sem comer. E se você não é tão afetado com todos estes sintomas, ele pode ser uma boa ideia para dar aquele “up” que você precisava no seu treino.

Existem outras opções melhores que o AEJ

Como já foi dito, muitos profissionais estão realizando estudos mais aprofundados sobre o aeróbico em jejum. Dessa forma, não é possível garantir em 100 % que ele é a melhor opção.

Existem muitas outras maneiras de fazer com que seu organismo queime
gordura mais rápido. Veja quais são:

Alimentos que aceleram o metabolismo
Alimentos como chá verde, brócolis, canela, aveia, entre outros podem fazer parte da sua alimentação. Ao consumi-los eles ajudam a acelerar o seu metabolismo fazendo assim, com que você queime mais gordura.

HIIT e TABATA

Estas, são modalidades de exercícios que permitem que você queime muitas calorias. Inclusive horas depois do término do seu treino. Por isso, estes exercícios também são altamente recomendados para quem deseja perder peso.

Corrida

A corrida também pode substituir o aeróbico em jejum. Sendo praticada regularmente e da maneira adequada, ela pode trazer benefícios tão bom quando o exercício em jejum.

Descanso

O descanso também é uma forma de queimar gordura. Isso mesmo! Principalmente para pessoas que realizam treinos de musculação muito pesados. É durante o descanso que o organismo queima calorias para a construção do músculo, ou seja, da massa magra.

Como você pode ver, o AEJ é apenas uma das várias alternativas que você tem para queimar gordura. Por isso, avalie bem se você deve realiza-lo.

Treino HIIT – Aprenda A Fazer Para Secar Barriga

Você sabe o que é treino HIIT e como ele pode ajudá-lo a perder peso em menos tempo que você imagina? O também conhecido como High Intensity Interval Training consiste em um treino de alta intensidade que possui curtos períodos de descanso.

Tal treinamento se difere dos outros tipos de treino possui consegue queimar calorias entre 24 e 48 horas após a sua prática. Outra característica deste tipo de treino é que ele pode durar entre 15 ou 30 minutos. O que faz muita gente se interessar por ele.

Agora que você já sabe o que é o HIIT e como ele funciona, separamos
um modelo de treino que você irá adorar. E o melhor de tudo, você pode fazer
aí na sua casa. Veja como lendo este artigo.

O Que Você Vai Precisar Para Fazer O Treino HIIT

Para que você possa fazer o este treino, você vai precisar de um lugar espaçoso. Nesse lugar, é preciso que você consiga se movimentar, pular, sem que esbarre em nada. Além disso, é importante que você tenha à sua disposição um colchonete. Isso porque, muitos exercícios do HIIT requerem que você faça o treinamento no chão.

Você pode fazer o treino tanto descalço ou com tênis. No entanto a segunda opção permite que você tenha mais conforto durante a prática. Estando tudo preparado, vamos ao próximo passo.

treino_HIIT

Duração Do Treino

O treino aqui passado, tem o tempo de duração aproximada de 17 minutos. No HIIT, existem duas modalidades de descanso: o ativo e o passivo. Aqui, você vai aprender a fazer o treino HIIT com descanso passivo, levando em consideração de que você está iniciando agora.

Você deverá fazer 3 sequências dos exercícios. Ao final de cada sequência, deverá descansar 30 segundos e recomeça-la novamente.

Está pronto, então vamos aprender como fazer este treino.

Exercício 1 – Polichinelos

Também serve como uma forma de aquecimento. Os polichinelos, como você já deve saber, consiste em um exercício onde abre-se e fecha-se simultaneamente pernas e braços. Realize os exercícios por 20 segundos. Em seguida, descanse por 10 segundo.

Exercício 2 – Montain Climber

O montaim climer é um exercício do treino HIIT, onde você deve estar posicionado no chão apoiado pelas palmas das mãos e com uma perna esticada e a outra flexionada, fazendo com que os joelho alcance o peito.

Ele simula movimentos de escalada. Dessa forma, você deve alternar a posição das pernas. Repita o exercício por 20 segundos. Em seguida, descanse por 10 segundos.

Exercício 3 – Prancha

A prancha consiste em um exercício onde se posiciona pelos antebraços e ponta dos pés. As costas devem ficar eretas, e você deve ficar nessa posição por 20 segundos. E acredite, serão os 20 segundos mais longos da sua vida.
Em seguida, você deve descansar.

Exercício 4- Avanço Com Pulos

O avanço com pulos consiste em um exercício do treino HIIT, onde você faz o
movimento do avanço e ao trocar de pernas pula. Esse movimento de alternar as penas deve durar por 20 segundos. Em seguida, você poderá descansar.

Exercício 5- Superman

Para que você possa realizar o superman, você deve deitar com a barriga virada para o chão. Estique os braços e pernas e olha para baixo. Tente erguer o máximo possível suas pernas e braços, como se fosse voar. Repita o movimento por 20 segundos e depois, descanse por mais 10.

Exercício 6- Corrida No Lugar

Este exercício consiste em levar alternadamente cada um dos joelhos, como se
simulasse uma corrida. O exercício é bastante simples de ser executado. Mas o importante é que você o faça de maneira intensa para que possa queimar calorias. Faça o exercício por 20 segundos, em seguida, descanse 10.

Exercício 7- Agachamento Na Parede

Para realizar este exercício do treino HIIT, é importante que você tenha uma
parede à sua disposição. Você deve então apoiar as suas costas na parede, enquanto agacha a um ângulo de 90 graus. Quase como se estivesse sentado em uma cadeira. Permaneça nesta posição por 20 segundos e em seguida, descanse por 10.

Exercício 8- Abdominal Com As Pernas Alternadas

Para que você possa realizar o exercício, é preciso que você deite no chão
com a barriga virada para cima. Em seguida erga as duas pernas um pouco acima da linha do tronco. Comece a realizar o exercício abdominal, e cada vez em que você se levantar, tente trazer o braço contrário à um dos joelhos. Repita o exercício 20 segundos e depois, descanse por 10.

Exercício 9 – Flexão De Braço

Esse exercício trata-se da flexão de braço tradicional. Mas caso você não consiga realiza-la, você poderá apoiar o joelho e apenas trabalhar os braços. Repita o exercício por 20 segundos e em seguida, descase 10 segundos.

Exercício 10 – Pular Corda Imaginária

O décimo exercício do deste treino é pular corda imaginária. À esta altura, você
já estará sentindo uma imensa fadiga. Mas não pare e pule o mais alto que você puder por 20 segundos. Em seguida, descanse por 10 segundos.

Exercício 11 – Abdominal Isolado

Para que você possa realizar este exercício, é preciso que você se sente no chão. Erga as pernas até que a ponta dos pés fique na altura da cabeça. Você deverá então permanecer nesta posição por 20 segundos. Em seguida, você deverá descansar por 30 segundos para começar a segunda sequência do treino a partir do exercício 1. Não se esqueça de que esta sequência deve ser realizada por 3 vezes.

Dicas importantes

Antes do treino HIIT você não deverá comer muito ou beber muito líquido. Isso
porque você estará se movimentando muito, o que pode fazer com que você
passe mal. Mas não se esqueça de se hidratar bastante após o treino, uma vez que você tenderá a suar bastante.

Pratique o treino 3 vezes na semana, e dessa forma, você poderá notar os resultados rapidamente.

Não se esqueça de uma dieta adequada e boas noites de sono farão toda a diferença.